14 dezembro 2016

Resenha: "A Verdade Sobre Nós" da autora Amanda Grace

Oiii pessoal!!!
A resenha de hoje é do livro "A Verdade Sobre Nós", quinto livro da autora Amanda Grace, pseudônimo de Mandy Hubbard, e sua estréia no gênero de ficção adulta. Publicado em 2014, pela editora Intrínseca, contendo 208 páginas. Quer saber mais? Então, vem conferir!

Fonte da imagem: http://resenhandodepijamas.com/

Sinopse: "Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright, inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente, uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor.

Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona."

Esse livro relata o romance entre uma aluna e seu professor de biologia na faculdade, ele não sabe qual a idade dela, apenas tira suas próprias conclusões, o que é um dos fatores que o leva a se deixar apaixonar pela jovem, Bennet não imagina o quanto o relacionamento deles não é aceitável pela sociedade. 

Desde o começo lidamos com o fato de que a história entre eles já não existe mais, ela apenas nos revela os detalhes que levaram esse relacionamento a acabar. Bennet nunca tentou nada a mais com ela, eram apenas conversas em que Maddie se sentia viva, sentia que não precisava ser a garota perfeita de sempre, ele se controlou o tempo todo para não fazer nada com ela, porque ele era seu professor, as normas da faculdade impediam essa relação.  

Maddie sabia que esse era o único problema entre os dois, porque a idade de consentimento era 16 anos, sua idade atual, sendo assim ele não seria presso, nada iria acontecer com ele, mas ela estava enganada em pensar que o único problema eram as regras da faculdade, pois, perante a lei ele se encontrava em posição de poder sobre ela, fazendo com que qualquer tipo de relação existente seja proibida por lei.

Toda a narrativa é feita através de cartas que ela escreve para ele, uma declaração de amor junto com um pedido de desculpas por ter-lo colocado nessa situação. Maddie narra todos os momentos que passaram juntos, todas as conversas, o que sentiu em cada momento que viveu com ele. 

Por mais que cada ação dela tenha parecido infantil, ela o amava, mesmo depois de dois anos separados, ela ainda o amava, ainda tentava conviver com a ausência dele. Bennet foi seu primeiro amor, sua primeira aventura, seus primeiros momentos fora do personagem perfeito em que ela vivia. 

Apesar de todos criticarem e dizerem que ele havia incitado ela a fazer todas aquelas coisas e ter aqueles pensamentos, ela escolheu aquilo, Bennet foi inocente durante toda a história, mas ninguém parou para pensar naquilo, ninguém quis ver os dois lados. 

Essa história nos faz perceber que mesmo que várias pessoas digam que não existe idade para viver o amor, essas mesmas pessoas serão as primeiras a colocarem rótulos e definirem um sentimento que elas nem pararam para ouvir os dois lados. As pessoas julgam sem nem olhar os dois lados da história. 

Durante toda a narrativa, vemos o quanto ela não pensou nas consequências para ele, em todos os momentos ela apenas pensou o que poderia mudar em sua vida, o quanto ela tinha a perder, enquanto ele perderia tudo pelo que lutou para conquistar. 

É uma ótima história, que faz um apelo para que as pessoas reflitam e pensem mais antes de julgar. Toda história tem três lados: o meu, o seu e a verdade. Todos mudamos alguma coisa enquanto contamos uma história, uns diminuem enquanto outros aumentam alguns fatos, nem tudo é o que parece ser, é preciso ler as entrelinhas, prestar atenção ao que acontece. 

Sinceramente, não mudaria uma palavra sequer desse livro, nenhuma vírgula de lugar, sem falar na capa linda que esse livro tem. Um dos melhores romances que já li e com toda certeza está na lista dos meus favoritos


Escrito por Ingrid Santana

4 comentários:

  1. Adorei a resenha muito bonitinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa!!! Uma ótima opção de leitura para as férias ^^

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?
    Adorei seu blog, sério eu fiquei apaixonada pelo layout! Falando do post, eu adorei a sua resenha. O livro parece ser bem legal!
    Até mais!
    http://simplesmentequinzemeio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa!!! Ficamos super felizes que tenha gostado <3

      Excluir

Gostou? Então deixe seu comentário!

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo