29 maio 2017

Resenha: “Revelações” do autor André Vianco.

Oiii pessoal!!!

A resenha de hoje é do livro "Revelações – O Turno da Noite II" do autor André Vianco, publicado pela Editora Novo Século em 2006, contendo 336 páginas.

Fonte da imagem: http://www.saraiva.com.br/


Sinopse: Quando Samuel alerta o Turno da Noite sobre as verdadeiras intenções de seu perigoso mentor, Ignácio, os vampiros descobrem que suas ações vêm sendo manipuladas para que seus poderes de batalha destruam os guardiões da tumba do poderoso Jó. O que o impedirá de despertar. Mas o ancião possui duas servidoras de confiança: Calíope e Isabela.
Sedutoras, elas usam suas habilidades para dar suporte aos vampiros do Turno da Noite na Agência Jugular, organização liderada por Ignácio. Mas a quem eles serão fiéis no fim das contas? Leia essa emocionante continuação da saga O Turno da Noite e conheça Calíope, uma bela vampira negra que poderá mudar o rumo da história.

Bom, chegamos ao quinto volume da saga dos Sete Vampiros.
Apesar de haver algumas reviravoltas na vida das crias do sétimo com a descoberta de que na verdade eles não estavam exterminando a “sujeira” da face da terra, mas sim, agindo como matadores de aluguel e toda a história de Ignácio e os guardiões de Jó, o livro foi muito mais cansativo do que empolgante.
A coisa mais legal nesse livro foi que durante as batalhas entre os militares e os vampiros, muitas vezes fiquei dividida sobre pra qual lado torcer porque acompanhamos os dois lados durante o livro, e vemos os anseios e os medos deles e a história da Calíope (porque ele não fez um livro só pra ela??? Eu amei ela.) e a maior parte da história, neste segundo volume, gira em torno dela, uma ex-escrava que é transformada em vampira quando está à beira da morte. Ao ser capturada pelo Serviço de Contenção, do quartel de Quitauna, ela oferece ao "Exército da Salvação" a chance de descobrir a origem dos fatos que estão bombardeando o Brasil há algum tempo. Páginas e mais páginas, ambientadas no século XIX, são ocupadas com os detalhes que Calíope narra para o Capitão Brites - personagem que também ganha destaque na série. Neste momento, a narrativa fica um pouco arrastada, mas nada que atrapalhe o interesse do leitor e o desenrolar dos fatos.
Em contrapartida, Ignácio percebe a possibilidade do retorno de Jó (personagem central do terceiro e último volume da série). Temendo que este se torne uma pedra em seu sapato, Ignácio acelera seus planos, que inclui uma certa experiência com o sangue de Sétimo. Tudo isso para derrotar os guardiões de Jó. Enquanto isso, o Turno da Noite ganha cada vez mais experiência e notoriedade no mundo noturno, tornando-se mais poderoso.
Algo relevante a ser dito aqui é que durante a narrativa alguns personagens centrais - das   histórias anteriores - são evocados. Como, por exemplo, Tiago, Eliana, Aléxia, Hélio, Tobia e Dimitri,  o que enriquece a trama. O autor consegue, mais uma vez, prender a atenção e aguçar a curiosidade dos leitores. As páginas finais são repletas de cenas de ação com direito a muitos tiroteiros, gente gritando e morrendo. Isto faz com que o leitor vá rapidamente para o próximo volume.
Não foi a excelente leitura que esperava, mas acabou sendo um bom livro, vamos ver como se encerra essa trilogia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Então deixe seu comentário!

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo